AREQUIPA

AREQUIPA – PERU

Conhecida como a cidade branca, localizada no sul do Peru,  a 2300 de altitude, rodeada pelo deserto e as altas montanhas. Declarado patrimônio da humanidade pela UNESCO, O vulcão Misti é o símbolo da cidade, construída pela própria pedra vulcânica, a mesma que da origem a seu popular apelido “cidade branca”. Esta cidade de lindíssimos templos, conventos e casarios, preserva uma grande riqueza gastronômica, mistura dos produtos nativos das antigas culturas pré-colombianas Puquina, Collahua e Inca, com alimentos de origem europeu, dando um detalhe especial a comida arequipenha. Destacam-se os famosos chupes de res, galinha e “chupe de camarões” é o mas conhecido, outros como o “rocoto recheado” e “cuy chacteado” que podem saborear-se nas mas conhecidas “picanterias” lugares muito típicos onde você encontrara estes tipos de pratos regionais.

Arequipa Peru

 

Alem de isso tem seus principais atrativos turísticos como são:

Convento de santa catalina

Semelhante a uma pequena cidade amuralhada, foi edificado no século XVI. Esta formada por claustros cujas paredes enriqueceram-se com murais, estreitas ruazinhas com nomes castelhanos, pequenas celas, fontes de pedra sillar, jardins um imponente templo e uma pequena pinacoteca. Contruido como centro de claustro definitivo de freiras, para filhas das mais distinguidas famílias da cidade.

Vale do Colca 

Localizado a 4 horas da cidade de Arequipa, extende-se o impressionante vale de Colca, o caminho ascendente pela montanha Chachani e atravessa planícies salpicadas de Ichu e Yareta(plantas), onde se pode visualizar alpacas, lamas, viscachas e Vicunhas, o ponto mas alto do trajeto e a 4350 de altitude, para descender depois ao vale, de lindos paisagens, rodeadas de plataformas e nevados.  Para abaixo, a 3400 metros de profundidade, corre o rio Colca convertido o cânion mais profundos do mundo.

O vale contem vestígios arqueológicos dos Collahua, antigos habitantes da zona, tais como misteriosos petroglifos e covas  onde guardavam os recipientes para armazenar cereais.

Nas duas margens do rio encontram-se distribuídos 14 povoados descendentes dos Collahuas, a pesar do tempo estes povos conservam suas características originais, como o traçado de suas ruas, igrejas coloniais bem ornamentadas e suas festas tradicionais.

 

A 40 km de Chivay, encontram-se incomparáveis mirantes naturais colocados estrategicamente de onde se pode observar a paisagem e o voo do condor, assim como os vulcões Coropuna e Ampato. Esta zona e ideal para realizar esportes de aventura.