MANAUS

MANAUS – BRASIL

É um município brasileiro, capital do estado do Amazonas. É uma cidade histórica e portuária, localizada no centro da maior floresta tropical do mundo, situa-se na confluência dos rios Negro e Solimões.

Manaus Brasil

 

O ecoturismo, também chamado de turismo de natureza, também atrai milhares de turistas à Manaus. Entre as atrações naturais da cidade, destacam-se: O Encontro das Águas, um fenômeno natural causado pelo encontro das águas barrentas do rio Solimões com as águas escuras do Rio Negro, as quais percorrem cerca de seis quilômetros sem se misturarem.

Atrativos turísticos

Sobrevivência na selva

Destaque-se um passeio de canoa cênica antes de descobrir a vida da aldeia local, com uma visita a um lar amazônio, convivência com nativos indígenas e dicas valiosas de como sobreviver em lugares selvagens como a Selva Amazônica, tudo isso você aprenderá no tour de Sobrevivência na Selva.

Teremos uma caminhada pela selva de aproximadamente 02 horas. Durante a caminhada instrução de: construção de pequenas armadilhas, identificação das árvores que produzem frutas e nozes que pode comer e como reconhecer plantas medicinais e frutíferas, aprender como encontrar fontes de água limpa.

Visita à vila indígena conhecendo suas tradições e modo de vida. 

Teatro Amazonas

O teatro, inaugurado em 31 de dezembro de 1896, é a obra arquitetônica mais significativa do período áureo da borracha e principal patrimônio artístico cultural do Estado. Funciona normalmente como casa de espetáculos, com atrações artísticas regionais, nacionais e internacionais. 

O visitante fica surpreso com o luxo de sua decoração: lustre dourado com cristais, importado de Veneza; cortinas estofadas; poltronas; teto pintado na França, representando a Torre Eiffel vista de baixo, e cortina pintada por Crispim do Amaral, que faz referência ao encontro das águas dos rios Negro e Solimões. “Destacam-se os ornamentos sobre as colunas do pavimento térreo, com máscaras em homenagem a dramaturgos e compositores clássicos famosos”.

Museu do índio de Manaus

É o maior e mais amplo museu da história indígena no Brasil, foi fundado pela irmã missionária Maddalena Mazzone em 1952 e é mantido pelas Irmãs Salesianas. 

O museu tem em seu acervo cerca de três milhares de peças produzidas por tribos da Amazônia. Entre os objetos encontram-se utensílios domésticos como o tipiti, objeto de palha usado para extrair o tucupi da mandioca-brava; armas, adornos e instrumentos musicais.

Parque do mindu

É hoje um dos maiores e mais visitados parques municipais do Amazonas, com 33 hectares de biodiversidade, é uma das quatro Unidades de Conservação, vitrine das espécies de flora, fauna e outros elementos do ecossistema amazônico.

O objetivo do Parque é promover e desenvolver atividades ambientais e culturais com a finalidade de propiciar momentos de integração comunitária, permitindo despertar os habitantes do entorno e os visitantes para questões sócio-ambientais e culturais no que diz respeito à valorização do meio ambiente. 

Parque ponte dos bilhares

O Parque dos Bilhares é um local da cidade de Manaus, localiza-se na zona Centro-Sul, no bairro da Chapada, com diversas opções de lazer e cultura, possui 60.000 metros quadrados e é dotado de inúmeros play-grounds, bares, pista de cooper, estacionamentos, campo de futebol, teatro de arena, lago artificial, quadras poliesportivas e ciclovia.

Jardim botânico de Manaus

Localizado na borda da Reserva Florestal Adolpho Ducke, na zona Leste de Manaus, seus mais de 3km de trilhas levam o visitante ao interior da mata primária onde é possível encontrar árvores como um angelim-pedra (Dinizia excelsa) de 40 metros e 400 anos de idade. 

Borboletas e outros insetos, macacos e preguiças também podem ser vistos nas trilhas. Com sorte, há a chance de um encontro com animais selvagens raros, como o gavião-real, que chega a medir dois metros de uma asa a outra e é considerada a mais poderosa ave de rapina do mundo.

Coleções de palmeiras, helicônias e aráceas, e um viveiro de orquídeas e bromélias formam o acervo de espécies trazidas do interior da Reserva e de diferentes regiões da Amazônia.

Porto de Manaus

É um porto fluvial brasileiro localizado na costa oeste do Rio Negro no centro da cidade de Manaus. É o maior porto da Amazônia, o terceiro maior porto exportador do país e é considerado o porto mais original do Brasil. Atende aos estados do Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Acre e áreas do norte do Mato Grosso. Construído em um cais flutuante e projetado por ingleses, foi inaugurado em 1907 quando a cidade vivia o apogeu da época áurea da borracha.

Zoológico do cigs

Possui em seu acervo somente animais amazônicos brasileiros, contando atualmente com 162 animais distribuídos em 56 espécies.São ainda realizados estudos sobre a fauna e a flora da região, em apoio a órgãos de pesquisa nacionais, contribuindo assim para a preservação e conservação das espécies.

Encontro das águas

É um fenômeno natural causado pelo encontro das águas barrentas do rio Solimões com as águas escuras do Rio Negro, as quais percorrem cerca de seis quilômetros sem se misturarem. Esse fenômeno acontece em decorrência da temperatura e densidade das àguas, e, ainda a velocidade de suas correnteza.

Praia da ponta negra

Uma praia fluvial às margens do rio Negro, localizada a 13 km do Centro, apresenta-se em melhores condições durante a vazante do rio no mês de setembro.

A praia, com seus calçadões de ladrilhos hidráulicos com iluminação noturna a vapor de sódio, anfiteatro, areias finas e água morna, oferece a seu visitante confortos como estacionamento e restaurantes com comidas típicas, o que faz da praia um complexo turístico moderno e completo.

 

 

Praia da lua

Pertencente ao município de Iranduba (região metropolitana de Manaus), localizada à margem esquerda do rio Negro, distante 23 quilômetros de Manaus, por via fluvial. Tem o formato de uma lua em quarto crescente e uma vegetação de rara beleza natural com uma extensão de areia branca e banhada pelas águas negras do rio Negro, límpidas. O acesso ao lugar é feito por barcos regionais que saem de alguns portos da cidade, lanchas fretadas localizadas no pier ao lado do Tropical Hotel, na Ponta Negra