NASCA

NASCA (NAZCA) – PERÚ

É uma das cidades mais enigmáticas do deserto peruano que ainda esconde o significado de seu surpreendente legado cultural. Aqui se encontram obras que motivam estudos de toda uma vida e que despertam o interes de muitos arqueólogos de todo o mundo, como as “Linhas de Nasça” que são um conjunto de desenhos enormes de animais e plantas atribuídas a La cultura Nasca que foram estudadas por mais de 50 anos pela arqueóloga Alemanha Maria Reiche que chego à conclusão que se trata de um calendário astronômico. Entre os desenhos melhor logrados esta do macaco, cachorro, baleia, a beija-flor; e a aranha. Para observar estes desenhos em toda sua dimensão e preciso sobre voar em um avião pequeno. Mais ai não termina tudo. As milenárias figuras se continuam multiplicando inclusive um pouco mias longe de Nasça, como o demonstram os desenhos encontrados em Palpa. 

E frente ao Oceano Pacifico o “Candelabro” figura gigantesca em baixo relevo, é outro enigma ainda por ser descoberto.

Assim também encontramos vestígios arqueológicos como o grão centro cerimonial de barro “Cuahuachi”, que e um conjunto de pirâmides truncas de adobe construídas pelos Nasças,  e as impressionantes construções como e os Aquedutos subterrâneos  de pedra de  “Cantayoc” que facilitaram a chegada de água em uma zona desértica, em uso ate hoje.